Definição de Clima Espacial

Ainda não há completo acordo entre todos os membros das comunidades internacionais sobre a definição de clima espacial. Portanto, a seguir listamos a definição de clima espacial de acordo com algumas organizações (em ordem alfabética):

  1. American Meteorological Society (AMS): “O clima espacial refere-se às condições variáveis no Sol e no ambiente espacial que podem influenciar o desempenho e a confiabilidade dos sistemas tecnológicos espaciais e terrestres, bem como podem afetar a vida ou a saúde humana”1.
  2. Ásia Oceania Space Weather Alliance (AOSWA): “O clima espacial é a condição eletromagnética no curto espaço de tempo ao redor da Terra e afeta telecomunicações, transmissão, posicionamento por satélite e muitos de outras infraestruturas sociais” 2.
  3. Agência Espacial Europeia (ESA): “O clima espacial refere-se às condições ambientais na magnetosfera da Terra, ionosfera e termosfera, devido ao Sol e ao vento solar que pode influenciar o funcionamento e a fiabilidade dos sistemas e serviços espaciais e terrestres ou colocar em perigo a propriedade ou a saúde humana. Clima espacial lida com fenômenos do sol que envolvem plasma ambiente, campos magnéticos, radiação, partículas e como estes fenômenos podem influenciar sistemas feitos pelo homem. Além do Sol, fontes não solares, como raios cósmicos galácticos podem ser considerado como parte do clima espacial, uma vez que alteram as condições do ambiente de espaço perto da Terra”3.
  4. Escritório Norte-americano para Política de Ciência e Tecnologia da Casa Branca: “O clima espacial refere-se às condições dinâmicas do ambiente espacial que surgem a partir de interações com as emissões provenientes do sol, incluindo erupções solares, partículas energéticas solares, e ejeções de massa coronal”(Wackler, 2015).
  5. Organização Meteorológica Mundial (OMM): “O clima espacial abrange as condições e os processos que ocorrem no espaço, no sol, na magnetosfera, ionosfera e termosfera, que têm o potencial de afetar o meio ambiente próximo à Terra”4.

Em comum, todas estas afirmações tentam abranger o ambiente Solar-Terrestre, incluindo o Sol, Meio Interplanetário, a magnetosfera ou campo geomagnético (com toda a sua extensão), e a Terra Ambiente. Alguns deles focam na fenomenologia observada no ambiente solar (por exemplo, erupções solares, partículas energéticas solares, ejeção de massa coronal, plasma ambiente, campos magnéticos), outros focam a atenção para o efeito de tais fenômenos no ambiente da Terra ou para sistemas tecnológicos expostos a esses fenômenos (por exemplo, sistemas e serviços baseados em terra, como telecomunicações, radiodifusão, de posicionamento por satélite e por meios espaciais). A definição fornecida pela ESA é a única a considerar a raios cósmicos galácticos como parte do clima espacial. Em última análise, a definição da OMM é a descrição física mais genérica, que inclui não só a possibilidade de abranger a raios cósmicos galácticos como lembra a ESA, mas também uma explosão de supernova, que são eventos capazes de acelerar o material da estrela até uma velocidade de até 10% da velocidade da luz, ou seja, 30.000 km/s, e produzir uma onda de choque no meio interestelar ambiente (Heger et al., 2003). Em palavras simples, isso iria acabar com a vida na Terra no caso de uma explosão de supernova ocorra perto da Terra. Portanto, consideramos a seguinte definição para Clima Espacial:

O clima espacial abrange as condições e os processos que ocorrem no espaço, que têm o potencial de afetar o ambiente próximo à Terra e / ou o ser humano ou os atuais ativos tecnológicos.

 

Referências:

Heger, A.; Fryer, C. L.; Woosley, S. E.; Langer, N.; Hartmann, D. H. (2003). “How Massive Single Stars End Their Life”. The Astrophysical Journal 591: 288. arXiv:astro-ph/0212469. Bibcode:2003ApJ…591..288H. doi:10.1086/375341

Wackler T. (2015) National Science and Technology Council; National Space Weather Strategy Notices. Federal Register, vol. 80. No. 83, page. 24296-24297, April 30.

Notas:

1 Disponível online em http://www.ametsoc.org/policy/2008spaceweather_amsstatement.html

2 Disponível online em http://aoswa.nict.go.jp/

3 Disponível online em http://swe.ssa.esa.int/web/guest/what-is-space-weather

4 Disponível online em http://www.wmo.int/pages/prog/sat/spaceweather-intro_en.php

Os comentários estão indisponíveis